Carrinho

0 item(s)
  • Subtotal R$ 0,00
Código: 18930
Passe o mouse e veja detalhes


Por:
R$ 89,90

ou 3x Sem juros de R$ 29,97
 
LP Ratos de Porão Homem Inimigo do Homem
Product ID: 18930
89,90 New
LP Ratos de Porão Homem Inimigo do Homem

PRODUTO OFICIAL RATOS DE PORÃO
 

Formato: 33 1/3 RPM 140 Gramas, Preto.   

LP Ratos de Porão - Homem Inimigo do Homem
 

“Homem inimigo do homem!!! Câncer branco caucasiano corroendo a vida sem perdão.  Máquina da morte fazendo vítimas. O capital é a Meca da podridão”. Com estas singelas linhas começa “Homem Inimigo do Homem”, álbum do Ratos de Porão, de 2006, que é lançado agora em vinil pela Polysom.
“Homem Inimigo do Homem” é ao mesmo tempo um retorno à sonoridade direta do final dos anos 80 e um antídoto aos modismos efêmeros que a banda tem sistematicamente sobrevivido: sem papas na língua, João Gordo aproveita o ensejo para detonar a onda emocore da época em “Equivocado” (“Good Charlotte é uma bosta, Simple Plan é uma bosta. Tudo que você gosta é uma bosta, sua vida de merda é uma bosta!!!”).
Mas a mira da metralhadora verbal peculiar aos Ratos de Porão não aponta apenas ao gosto musical dos adolescentes.
Como têm feito nestes últimos trinta anos, eles mantém aqui a fórmula da “reportagem punk”: “Pedofilia Santa” fala do novo papa e dos escândalos sexuais na igreja católica, “Expresso da Escravidão” aborda o trabalho escravo no Brasil, “Testemunhas do Apocalipse” é um alerta sobre a série de desastres naturais que tem afligido o planeta e “Quem Te Viu” traduz o clima de decepção em relação ao governo Lula, entre outras.
O disco foi gravado no estúdio Suntrip, em São Paulo, com o engenheiro de som Bernardo Pacheco (também baixista da banda metal/hardcore Are You God). Já a mixagem, realizada no estúdio Mosh, ficou por conta de outro camarada, o paulista Daniel “Ganjaman” (Racionais MCs, Criolo e Sabotage), um dos mais importantes jovens produtores do país. 
A dupla soube captar com perfeição as intenções da banda, buscando timbres orgânicos e poucas firulas, conseguindo assim traduzir a linguagem oitentista a uma sonoridade atual. Após passeios bem sucedidos pelo trash metal, pelas raízes punks e pelo hardcore de inspiração escandinava que realizaram durante os anos 90, o momento atual era propício para a releitura da proposta musical da trilogia crossover de “Descanse em Paz” (1986), “Cada Dia Mais Sujo e Agressivo” (1987) e “Brasil” (1989), considerados por muitos como os melhores momentos dos Ratos. “Homem Inimigo do Homem” não deve uma migalha sequer a nenhum deles e se tornou por si só um clássico do gênero. "

Lado A:

                         1. Pedofilia Santa

                         2. Covardia de Plantão

                         3. Expresso da Escravidão

                         4. Equivocado

                         5. Otário Involuntário

                         6. Homem Inimigo do Homem

Lado B:

                          1.  Testemunha do Apocalipse

                          2. Ao Pé da Forca

                          3. DNA da Pilantragem

                          4. PMs de Satã

                          5.  Quem Te Viu...

                          6.  Lucidez

*Imagem Meramente Ilustrativa



Deixe seu comentário e sua avaliação



Características